Anúncios | Artigos | Galeria |  Fórum   | Eventos | Utilizadores | Top | Raças | Diários | Quem?

Utilizador:
Password:
Memorizar-me


== DIÁRIOS ==
  
Todos




"A gata amarela"

[ Europe/Lisbon ] 2004/08/13 09:39 "Negatiiiiiiiivoooooo!!!! :)"

Olá!! Tenho muito boas notícias... Pois é, o teste do Al Pacino ao felv deu negativo, e já estou a tratar de o juntar aos poucos aos outros. Como nem tudo são rosas, o vet disse que ele engordou muito neste mês, e tem de fazer dieta, mas como lhe mudei a comida para uma que ele gosta menos, ele já pede menos e não vai ser tão difícil como pensei.
Ele anda muito mais calmo, deixou de morder por completo e de dar patadas, ou quando o faz é completamente por brincadeira, tipo festinhas... Todos os dias eu meto-o na transportadora e ponho-o ao pé de mim enquanto faço alguma coisa, e os meus podem vir cheirá-lo à vontade e explorar o quarto dele. Ele tem sido fantástico, não rosna nem bufa aos meus, e mal pego na caixa ele corre a meter-se nela! Acho que ele gosta mesmo muito destas sessões de sociabilização!! Quando os meus gatos se aproximam ele faz uns miadinhos iguais aos que faz quando uma pessoa entra no quarto, acho que é um "olá", (,mmmrrrrrr? - o ponto de interrogação é para mostrar o som ascendente da coisa...). Todos os meus lhe bufaram muito no início, e tinham medo. Agora, o Milhaud já é quase amigo dele, já trocaram patadinhas de brincadeira pelas grades, mas ainda tem medo dele quando o vê solto... A Magrat é a "megerinha" da situação, não se aproxima, bufa zangada de longe, e já se aproximou para dar uma patada a sério... A Clementina bufa-lhe mas não lhe dá muita importância.
Tenho é outro problema... A Magrat está a fazer o desmame do clomicalm, está mesmo no fim, e já me fez uns xixizinhos... Por outro lado, já experimentei soltar o Al Pacino em compartimentos diferentes, para ele se habituar a novos espaços, e ele fica muito nervoso, corre por todo o lado a cheirar e a miar, e de todas as vezes marcou a parede antes que eu o conseguisse impedir. A última coisa que preciso é de dois marcadores em casa. Vou falar com o vet a ver o que se pode fazer (sugestões aceitam-se... ;) )
Quando o libertar de vez dou mais notícias!

... Comentários ( 4 ) ...
[ Europe/Lisbon ] 2004/07/30 23:15 "tempo de espera..."

O Al Pacino está já 5 estrelas (obrigado a todos os que têem perguntado), passou a diarreia e as dores de barriga. Adora a cana de pesca com um peixe na ponta que lhe arranjei, brinca desalmadamente. Tive mesmo de arranjar um sítio mais resguardado para a água e a comida, porque com as correrias estava sempre tudo entornado. Entretanto tomou posse completa do quarto, sobe para todos os armários e tem um ponto de dormir preferido no topo mais alto. Devido ao recém adquirido hábito de passear por todas as prateleiras fui obrigada a retirar tudo o que era de partir... Esperta como sou, tinha deixado um frasco de vidro com biscoitos numa prateleira... Claro que partiu tudo, e foi um cabo dos trabalhos para o manter afastado dos biscoitos misturados com estilhaços enquanto se limpava... Um perigo em que não tinha pensado, aqui fica o aviso! Pus-lhe no chão um caixote grande de papelão virado de lado, um peluche, uma caixa de rolos vazia, e umas bolas de papel de jornal, ficou tão feliz como uma criança com presentes de Natal (se bem que na hora da brincadeiro a própria cauda é um brinquedo tão bom como qualquer outro). Continua um mimalhento, quando me sento (eu ou qualquer outra pessoa, não é esquisito) vem logo pôr as patas dianteiras e a cabeça no colo e com ronrons e rrrrrs e rrrenhaus exigir montanhas de festas (na cabeça de preferência!)
Assim vamos esperando pelo resultado do 2º teste ao felv...

... Comentários ( 5 ) ...
[ Europe/Lisbon ] 2004/07/14 21:54 "Novamente ao vet..."

Telefonei ao vet ontem por causa da barriga inchada do Al Pacino. Primeiro disse-me para o pôr a arroz e frango cozido, o que eu fiz. Isso fez-lhe passar a diarreia. Mas entretanto o vet ligou-me a dizer que tinha ficado preocupado com a barriga inchada e dorida, para eu o levar lá. Bem, ontem foi impossível, por isso levei-o hoje. Foi preciso sedá-lo para tirar um raio x, ele é mesmo difícil de controlar. Tem massas nos intestinos que o vet acredita serem obstruções de fezes antigas causado por parasitismo crónico. Ele analisou uma amostra das fezes (belharque...)e não encontrou parasitas, mas diz que podem ser adultos e resistentes, bem agarrados... Levou uma dose de desparazitante injectável mais forte que o que lhe tinha dado, um belo banho nas orelhas, antibiótico, e lá veio ele para casa, muito zangado, a dieta. Mesmo meio sedado bufou e tentou morder., eheh, o miúdo tem mesmo alma de mafioso... Mas mal se viu em casa, ainda grogue, já ronrona. O vet diz que ele é muito rijo, e eu concordo, é rijo de saúde e de feitio, mas também literalmente, é um gato duro ao toque, como se tivesse ossos mais densos que os outros. Agora tenho de o vigiar de perto, talvez precise de levar mais desparazitações.

... Comentários ( 0 ) ...
[ Europe/Lisbon ] 2004/07/12 09:59 "já tenho um nome"

Demorou, mas já concordamos quanto ao nome. Depois de passarmos pela mitologia egípcia, grega, romana, medieval, e pelos personagens dos nossos livros favoritos, quando já estavamos a pensar em nomes árabes (!) lembrei-me de Al Pacino, e logo ficou: é a cara dele, com jeito de gangster mas também de muito charme.
O Al Pacino está-se a dar bem para já no seu quarto, se bem que tente sair atrás de mim quando me venho embora. A noite tenho de lhe dar pelo menos meia hora de colinho para o moço não deitar a casa abaixo com miados, e por ele estava sempre a comer. Está com diarreia e desconfio que deve ter dores de barriga, esta está inchada e ele arranhou a minha irmã quando esta sem pensar lhe tocou de lado numa zona inchada. Se não melhorar falo ao vet nisto, mas desconfio que ele devia comer muita porcaria, e o stress todo não ajudou nada. Agora, com comida boa, deve melhorar.
Já sei pela coscuvilhice da vizinhança que este gato já teve duas donas e foi deixado na rua por ambas...

... Comentários ( 10 ) ...
[ Europe/Lisbon ] 2004/07/10 15:31 "Regresso a casa"

Depois de 3 dias no vet a melhorar de uma infecção respiratória o gato amarelo regressou a casa, desta vez para ficar em minha casa, e não na da minha irmã. Tenho que lhe dar antibióticos por mais 8 dias, e espero bem que ele coma o patê com o pó da pastilha misturado, porque a alternativa é dar-lhe um xarope pela boca abaixo... A menina que trabalha no vet quase chorou quando o fomos buscar, tão meigo e carente ele é... Lá soltavam-no quando não estavam outros animais, e então tinham de arrastar os pés para não o pisarem, pois estava sempre a roçar-se. Só não gosta realmente de ser manuseado (excepto para festas), e quando se força a fazer algo não tem pejo nenhum de arranhar e morder.
O teste de felv deu um resultado estranho. É suposto, perante um caso positivo, aparecer uma marca nos 1ºs 5 minutos, e não apareceu. Mas passadas duas horas apareceu uma mancha muito ténue. É preciso repetir o teste daqui a 1 mês... Até lá não pode contactar com os meus gatos. Tem um quarto só para ele, mas habituado à rua tenho medo que estranhe bastante. Tenho medo também que a Magrat quando o pressentir me volte a presentear com uns xixis. Daqui a 2 semanas ela começa com o desmame do clomicalm. Trouxe um produto novo, Feliway, um spray com os mesmos componentes das feromonas que eles libertam das glândulas do focinho, e já comecei a pôr nos sítios onde ela costuma marcar. É mesmo indicado para parar com marcação, ou para gatos em situação de stress. Vou também pôr no quarto do gato.
Entretanto, temos de lhe arranjar um nome... A menina do vet chamava-lhe Nhau-Nhau, e tentou convencer-me a chamar-lhe isso, mas eu acho que não tem nada a ver com ele; é melado, sim, mas tem muita personalidade! Também já me sugeriram Açafrão, mas eu acho que não é a cara dele (desculpa Cláudia). Um nome tem que ser sempre bem pensado!
Já lhe tirei umas fotos, tenho que pôr a revelar. Não é tarefa fácil, porque o moço só se quer roçar por mim, e a minha máquina precisa de uma distância de pelo menos 1 metro. Tive que chamar alguém para lhe fazer festas, e aproveitei enquanto comia. Ah, e ele come como um desalmado...
Agora tenho de decidir se ponho um anúncio para adopção já ou se espero para ver o resultado do 2º teste. O ideal era encontrar uma casa sem gatos, e com pessoas que estivessem bastante tempo com ele. Mas ele é já velhinho, e se for felv positivo, então acho que será difícil. Mas é tão carente que conquista rapidamente as pessoas, e dará de certeza um companheiro muitissimo afectuoso. Não o queria ter de manter cá em casa separado dos meus, não só por causa da doença, mas porque eu sei que a junção seria muito difícil. A reacção do Milhaud a outros gatos é muito má (encolher-se e rosnar muito seguido, muito grave), e a Magrat é a minha menina-macho, muito territorial... A Clementina teria medo, mas talvez fosse mais fácil.

Depois dou mais notícias!

... Comentários ( 5 ) ...
[ Europe/Lisbon ] 2004/07/06 21:58 "afinal..."

Booomm... A gata foi ao vet, e afinal... não é gata, mas um gato, já castrado. Cheio de personalidade, não foi possível fazer nada, nem auscultar, porque se instalou no consultório do vet como se fosse tudo dele e rosnou de meter medo... Eu levei um ralhanço do vet quando lhe disse que o tinha levado ao colo para casa, diz que é muito perigoso pegar num gato de rua que não se conhece, e se calhar tem razão, mas que havia eu de fazer? Bem, o gato vai ficar lá durante a noite porque ele disse que tinha de o anestesiar para lhe fazer todos os exames necessários, e não o queria na mesma casa com os outros gatos antes de saber se é felv e fiv negativo... Além disso está constipado e tem de levar antibióticos. Disse que pelos sinais o gato já conhece muito bem o que é ir ao vet, estava muito à vontade dentro da transportadora e sabia que o senhor de bata era alguém a quem tentar morder e evitar. Disse também que é notoriamente um gato muito dominante que será difícil juntar a 4 gatos, que o ideal seria uma casa onde ficasse único gato, mas veremos. Ele gosta muito de pessoas, roça-se todo e adora festas na cabeça, mas sabe impor o seu respeito. Confesso que estou um pouco apreensiva, mas amanhã vamos buscá-lo, e veremos.

... Comentários ( 4 ) ...
[ Europe/Lisbon ] 2004/07/06 13:45 "O início..."

Estava eu hoje a preparar-me para tomar o pequeno almoço quando a minha irmã, que mora na casa ao lado, entra assarapantada. "Está um gato em cima da árvore aqui em frente, esteve lá toda a noite a miar, só agora é que vi que estava em cima da árvore". Lá fomos a correr, chamamos os bombeiros, mas eles estavam com falta de pessoal e dissera que iam demorar. Fui procurar ajuda num marmorista aqui em baixo, e consegui que um dos trabalhadores arranjasse uma escada alta que chegasse. O homem subiu a escada, agarrou o gato que por sua vez se agarrou a ele com unhas e dentes. Ainda lhe disse para não o deixar fugir, mas ele estrebuchou tanto que o homem largou-o e lá foi ele a correr para debaixo de um carro, atravessou a rua e desapareceu. Entretanto disseram-me que é uma gatinha muito meiga que costuma andar por aí, e a mim deu-me a impressão de ser uma gata que vi há uns dois meses com tetas de amamentação, o que me chamou a atenção na altura porque gatas amarelas são uma raridade, acho eu...
Bem, voltei para casa, telefonei aos bombeiros a dizer que já tinhamos resolvido o problema, e preparei-me para sair. Ia já ligeiramente atrasada. Para apanhar o autocarro costumo atravessar o shopping Península, e assim o fiz hoje. Ao entrar ouvi um miado tão parecido com o da minha Magrat que me assustei e olhei para trás de mim, mas não vi nada. Continuei, e que vejo eu? A mesma gatinha da árvore a miar desesperadamente para dentro de uma loja, dentro do shopping! Vinha já um segurança na direcção dela! Eu vou o mais rápido que posso sem ser brusca, agarro nela com toda a segurança e volto para casa muito rápido. Mal se viu na rua ela debateu-se com toda a gana para fugir, mas eu agarrei-a com firmeza. Foi complicado tirar a a chave da carteira, pus-me de joelhos com ela agarrada com todas as unhas, agarrei-a pelo cachaço e lá consegui entrar em casa... Levei- a para casa da minha irmã, fechámo-la no escritório com comida, caixote e água. Pusémos-lhe uma pipeta de advantage e demos-lhe um comprimido de desparasitação que tinhamos comprado para o Tomás, o gatinho que entretanto desapareceu. Ela está sujíssima, tem algumas feridas pequenas, e parece ligeiramente costipada, só do nariz, os olhos estão limpos. E é um pote de mel completo, só quer turras, ronrons, adora festinhas... Mas ao mesmo tempo é muito senhora do seu nariz, trepou logo para o cimo de um armário como se fosse tudo dela (a moça pelos vistos é mesmo alpinista de vocação), e rosna quando lhe tentámos ver as orelhas ou limpar pequenas crostas que tem aqui e ali... Hoje ao fim da tarde vai já ao veterinário, vamos ver se esticamos a bolsa para estas novas despesas inesperadas. Ainda não há certeza se ficamos com ela ou se a pomos para adoptar, a minha irmã já tem 4 gatos, e a Magrat que estava em casa dela (sim, ela gosta que a levemos de uma casa para a outra) manifestou-se logo fazendo um xixi contra a parede (ela está a clomicalm para perder esse hábito), por isso será difícil ficar comigo. Mas que ela é um doce e uma tentação, ai isso é. Depois de limpinha vai ser um petisquinho... Enfim, veremos...

... Comentários ( 0 ) ...

Autor:
Colorau (Cláudia Soares )

Visitas: 6761

Mais Diários deste autor:
  • diário dos quatro
  • TERMOS DE USO | Regras de Utilização | Felinus e Cia. - © 2001 - 2018 Equipa Felinus