Anúncios | Artigos | Galeria |  Fórum   | Eventos | Utilizadores | Top | Raças | Diários | Quem?

Utilizador:
Password:
Memorizar-me


== DIÁRIOS ==
  
Todos




"foram nascendo e nasceu a criação"

[ Europe/Lisbon ] 2004/07/21 15:39 "Estágio hípico 2004"

Espelho de dias felizes...também te olhas ao mesmo espelho?

A chegada com ânsia ao local que seria o ninho do pouco descanso que me esperava a semana de estágio, nem imaginava os programas que me aguardavam nem, tão pouco, as sensações.
O carro rebentava de tralhas e trapos e comes e bebes que, em pouco tempo, se espalharam por uma tenda difícil de montar. Entre o som americano e os gritos da pequenada se ergueu, ladeada tipo monumento de ruínas por pedras perdidas no campo.
Os cheiros, os sons, as brincadeiras e as conversas típicas das idades complicadas, mostraram-me em minutos a grande conquista que teria pela frente para conseguir integrar-me num grupo tão especial. Ainda, que com algumas vantagens de não aparentar o grupo dos trinta a que já pertenço.
Os programas satisfizeram, e ficam guardados com carinho, como boas recordações e com a vontade de os repetir.
As manhãs calmas de pequeno almoço marcado mas, cada vez menos cumprido, faziam nascer mais um dia de palhinha na boca e olhos de quem pouco dormiu.
As refeições agitadas, com a excepção do dia do futebol, esse revelou-se silencioso, falava mais alto o relógio que girava na barriga dos adolescentes.
As noites foram marcantes, de costas voltadas para o frio e o peito quente de alegria e companheirismo, assim como palpitante de amores arrebatados típicos das idades, eram mais aquecidos pela fogueira que nascia do nada e se transformava num tudo, que faz reflectir até sobre o que é afinal viver e ser feliz...
O calor animal sempre presente num ambiente rural, sempre que tratava dos cavalos, sempre que montava e me sentia a mais livre e privilegiada jovem...estava feliz.
A saída ao exterior como quem sai de um castelo e marcha mostrando as suas belezas ao povo, marca mais um dia deste estágio.
Ao som da voz do Duarte, e, da guitarra salpicada pela chuva que passou de simples ameaças marcou a última noite, foi deslumbrante. Ainda se meteu pelo meio um fado bem cantado, pelos vistos, já tradição assim como, as anedotas “tapa ouvidos aos mais pequenos” que se ião contando noite após noite. A vontade de ali ficar sem deitar era comum a todos, apesar de alguns já estarem mais para lá que para cá, as músicas dos tempos de quem tem outra idade eram agradáveis e cantavam-se como uma mais outra.
O Sábado começou calmo e acabou agitado, uns mais nervosos outros menos, todos contagiados pelo Manuel Zé que nos responsabilizava pelas actividades e pela festa final.
Foi um final feliz como felizes são os finais dos contos, tivemos príncipe e princesa e outros amores que ficaram por contar, os aplausos, o fogo , os gritos, elevaram o ego de todos nós.
Para o ano estarei presente para contar uma nova história.



Ana Bazan




... Comentários ( 1 ) ...
[ Europe/Lisbon ] 2004/03/13 12:53 ""

E muito fica por contar...
Em 2003 programei uma ninhada com o meu Nino e com a Tita e tudo correu bem mas, a Hilda entrou em cio e a minha empregada descuidou-se, e, durante as limpezas os marotos resolveram apaixonar-se e porque não, mandar vir uns rebentinhos!?
Foi assim que Juntei duas ninhadas B e C com uma diferença de um mês. Bianca, Bitsy, Barou e Cyrus, Cedric, Chris, Cissa, Cassy.
Fiquei com 11 gatos lá em casa e o trabalho e dedicação exigia muito de mim.
Os meus problemas familiares começaram e eu já tinha página da Net construída (criação White Spring) ficou espectacular, porque foi feita por profissionais, paga e metida numa gaveta, esta é a parte triste da minha apaixonada criação....
Agora está para nascer a ninhada D (Nino e Hilda), o Nino vai para um novo lar ( fica junto dos seus dois filhos Angel e Cyrus) e eu fico com as minhas meninas.
Acaba assim a criação White Spring. Agradeço a quem me tem elogiado pela dedicação aos meus animais e à criação desta raça maravilhosa. Muitos foram os gatos que ajudei, uma gata que esterilizei e que devolvi à aldeia do meu ex-marido ( Guicha) e que sei que está bem, todos os seus filhotes que dei e ainda gatos que vão deixando pela escola dentro de caixotes, aos quais me dedico e encontro dono. Tudo se resume a uma palavra só: Amor pela vida
Ana Bazan

... Comentários ( 2 ) ...

Autor:
Bazan (Ana Bazan )

Visitas: 2499

Mais Diários deste autor:
  • os gatos na minha vida
  • TERMOS DE USO | Regras de Utilização | Felinus e Cia. - © 2001 - 2018 Equipa Felinus