Anúncios | Artigos | Galeria |  Fórum   | Eventos | Utilizadores | Top | Raças | Diários | Quem?

Utilizador:
Password:
Memorizar-me


== DIÁRIOS ==
  
Todos




"Little Tortie"

[ Europe/Lisbon ] 2006/09/19 19:24 "Perdido o medo da portinha"

A Tortie este fim de semana perdeu completamente o medo da portinha que dá acesso ao espaço vedado do quintal. Podem vêr na foto uma das 1as fotos dela no gatil (não ficou grande coisa porque já estava quase de noite).
A tortie já entra e sai à vontade de casa e parece gostar bastante do mundo lá fora. Apanhou uns longos banhos de Sol encantada da vida.
Continua a trepar a móveis altos para descansar, e as bufadelas dela aos outros gatos já são raras e vice-versa. Como seria de esperar faz asneiras juntamente com o Pepe, têm ideias brilhantes como atacar o peixe que está a arrefecer na bancada da cozinha (quem pode ser tão tolo ao ponto de deixar o peixe ali abandonado?), meter-se dentro de armários, enfim asneiradas próprias da condição e da idade. O Pepe continua a ter-lhe uma devoção desmesurada.

... Comentários ( 6 ) ...
[ Europe/Lisbon ] 2006/09/15 10:48 "Senhora das altitudes"

A Tortie está cada dia mais ambientada (e engraçada). Apesar de não ser propriamente grande amiga da Txugui (rosnam uma à outra) existe uma certa cumplicidade feminina e ambas desprezam ostensivamente os machos. A Txugui muitas vezes à noite trepa para cima do louçeiro onde dorme as boas das sonecas (o calor sobe logo junto ao tecto deve ser bom para os gatos) sem que nenhum gato se atreva a incomodá-la. A Tortie resolveu seguir o exemplo, mas leva o conceito de altitude um pouco mais além, já a encontrei a dormir em cima do armário do quarto das máquinas (donde tem uma visão estratégica para a janela), a explorar o cimo dos armários da cozinha e a dormir em cima das estantes dos livros, no cesto da lenha que lá está guardado (vêr foto), nenhum dos outros gatos se atreveu a tanto. Continua muito meiga, pede festinhas de vez em quando e já dormiu uma grande soneca no meu colo à noite. Tem brincado com bolinhas, com moscas e traças o que penso que é bom sinal. Tem realmente bom feito e é bastante esperta, ensinei-a principalmente com reforço positivo (elogios) a arranhar no arranhador e ela tem ido sempre lá direitinha, um espectáculo, queria que que os outros gatos tb fossem assim. A Tortie tem uma grande curiosidade pelo quintal e passa bastante tempo à janela a espreitar. Ontem decidiu ir até ao túnel do gatil mas depois ficou na ponta do tunel a mascar ervas e não chegou a ir mesmo para dentro do espaço vedado, penso que como ouve os cães do vizinho a ladrar tem medo. Com o tempo há de perceber que ali está protegida. Voltou a ter medo de empurrar a portinha com a cabeça para entrar em casa mas foi esperta, miou por ajuda e eu levantei a portinha, ela sabe-a toda!
Tem comido e bebido bem e acho que já conhece os cantos todos à casa. Anda sempre atrás de mim para todo o lado.
O Capuccino e a Txugui às vezes rosnam-lhe mas é essencialmente em resposta ao rosnar dela. O Salem continua a bufar mas já está mais moderado, faz algumas cenas de ciúmes mas tenho-lhe dado muitos carinhos e ele já se anda a sentir um pouco melhor. O Pepe continua apaixonado. A pesar da Tortie continuar a desprezá-lo já quase os apanhei a brincar juntos

... Comentários ( 0 ) ...
[ Europe/Lisbon ] 2006/09/12 13:15 "Explorando o aceitável mundo novo"

Ontem ao fim do dia fui logo abrir a porta da casa de banho para a Tortie poder enfim ir à sua vida em paz. Isso aumentou o nível de bufadelas dos gatos, especialmente do Salem que deve estar já a usar o stock de reservas de bufadelas de que cada gatos dispõe. O Capuccino e a Txugui decidiram bufar mas muito moderadamente, aliás a Txugui bufa ocasionalmente para todos os gatos, não se pode dizer que bufe mais à Tortie do que ao outros, até acho que ela bufa mais Salem que é desde sempre o seu ódio de estimação. O Pepe só dá miadinhos amorosos a chamá-la e bateu no Salem por ele ter bufado à Tortie, ai o amor, o amor. Ela rosna a todos indiferentemente, o que penso que é um pouco injusto para o Pepe que a trata como amiga de longa data, acho que ele é capaz de começar a sentir-se ressentido. Continuando, a Tortie explorou um pouco o ambiente, andou por cima da TV, nas prateleiras do móvel, no ginásio dos gato mas decidiu passar o resto do serão na casa de banho e nada do que eu dissesse ou fizesse a convenceu do contrário. Cheirou longamente alguns sítios deve ser onde o Capuccino andou a marcar território, e achou estranhíssima a taça de água grande para os gatos beberem que tenho na cozinha, ficou meia hora a observá-la não percebi bem porquê. A meio da noite levantei-me e ela saiu da casa de banho e andou atrás de mim pela cozinha tendo ficado parada a olhar para o aceso ao gatil. Tava uma linda noite em que a lua iluminava o exterior, eu abri com a mão a portinha basculante para ela vêr como funcionava e ela aproveitou logo para fugir para o túnel. Entretanto a Txugui estava no gatil e pôs-se a bufar para ela, quando me fui deitar estavam num impasse, a Tortie no Túnel a Txugui no gatil. Quando me levantei o impasse tinha sido acrecentado pelo Salem a bufar à Tortie do lado de dentro. Após eu abrir a portinha com a mão algumas vezes e chamá-la ela lá se decidiu a entrar em casa. Mas pareceu mais autoconfiante outra vez porque quando saí estava a explorar os quartos com o séquito de gatos e bufadelas correspondentes atrás dela. Via levantar a pata ao Salem (sem unhas), o que é bom sinal, ela tem de se impôr para os outros não excluírem. Acho que continua tudo a correr bem em termos de integração. Com os humanos não há qualquer problema, nós gostamos dela, ela gosta de nós, responde pelo nome e geralmente até vem quando a chamamos (causando algumas crises de ciúmes nos outros gatos especialmente no Salem). Deixa pegar ao colo até agora a única vez que protestou foi quando lhe limpei as orelhas mas deixou.

... Comentários ( 0 ) ...
[ Europe/Lisbon ] 2006/09/11 17:13 "Ambientando-se"

Hoje à hora do almoço abriu-se a porta da casa de banho para aliviar um pouco o tédio da Tortie. Ela mostrou a gata que é, foi à cozinha enquanto almoçavamos, explorou a comida de gato que estava à disposição e foi ao quartinho das máquinas cheirar a areia dos restantes gatos. Com um ar muito curioso espreitou pela porta que dá acesso ao gatil, eu expliquei-lhe que era melhor isso ficar para mais tarde, ela aceitou isso pacificamente. O Pepe está apaixonado. Já ontem à noite tinha conseguido ficar fechado na casa de banho com a Tortie e hoje ao almoço repetiu a proeza. A paixão é tanta que se deita na areia da Tortie a dar à cauda com um ar muito sedutor enquanto a Tortie o olha reprovadoramente, vê-se mesmo que ela está a pensar, "por amor dos deuses, eu lá andava com um gato tão idiota para confundir à caixa da areia com uma caminha!". Mas o Pepe na sua paixão não vê mais nada, só a vê a ela. Dá miadinhos a chamá-la e cheira-lhe o nariz ao que ela corresponde com uma boa bufadela (não pensem que ela é uma gata dessas). O Capuccino continua a tomar conta das ocorrências a uma distância prudente, a Txugui dormiu o tempo todo enquanto a Tortie andou em exploração. Abriu um olho de vez em quando para vêr por onde andava a novata mas nem se deu ao trabalho de levantar a cabeça. O Salem continua a gastar o seu stock de bufadelas após o que foge com um ar ofendido. A Tortie já não o leva muito a sério, passa por ele e suas bufadelas como quem passa por um por 1 objecto invisível.
A Tortie parece mais segura de si mesma e menos festinhas dependente que ontem. Logo à noite há mais...

... Comentários ( 6 ) ...

Autor:
hecep (Helena Cepeda )

Visitas: 2805

Mais Diários deste autor:
  • Lindi Adeus
  • TERMOS DE USO | Regras de Utilização | Felinus e Cia. - © 2001 - 2018 Equipa Felinus