Anúncios | Artigos | Galeria |  Fórum   | Eventos | Utilizadores | Top | Raças | Diários | Quem?

Utilizador:
Password:
Memorizar-me


== ARTIGOS ==
Site Felinus
Lazer
Entrevistas
Clipping
BD
Newsletters
Encontros
Ajuda
Notícias
Sobre o Site
Informação
Raças
Conselhos
Legislação
Notícias
Campanhas
Crónicas
Histórias Felizes
Ficção
Humor
Opinião
Livros
Revistas
Filmes
Lojas
Veterinários
Alimentação




Artigos  » Informação » Notícias

Entender emoções de animais ajuda a tratar depressão, diz cientista





Jaak Pankseepp, professor do Departamento de Neurociência Integrativa do Colégio Veterinário de Medicina da Universidade de Washington, é uma das vozes mais activas no estudo de emoções em animais. Mas não é o seu interesse pelos animais que os faz estuda-los, mas sim a procura por novos meios de tratar depressão e outras doenças neurológicas em humanos.


Para o pesquisador, os estudos estão muito focados nos sentimentos, que seriam a racionalização de emoções básicas. E estas emoções seriam partilhadas entre todos os mamíferos, incluindo o homem, explica em apresentação no Congresso Cérebro, Comportamento e Emoções que ocorre em Montreal, no Canadá, de 7 a 9 de Abril.

Assim, tratamentos deveriam focar-se na procura pelo «entusiasmo de viver», como ele chama, e para isto podem ser utilizados métodos como a estimulação profunda do cérebro ou o uso de opiáceos.

«É preciso considerar a mente do animal seriamente. Animais obviamente sentem emoções. O argumento de empatia foi usado para começar a estudar, mas agora estamos a procurar os argumentos científicos. Se entendermos os sentimentos básicos deles, entenderemos os nossos também», diz.





Diário Digital, 7 de abril de 2014

- Becas (Fernanda Ferreira) [ Europe/Lisbon ] 2014/04/09 13:29

Versão para Impressão Enviar a um amigo
TERMOS DE USO | Regras de Utilização | Felinus e Cia. - © 2001 - 2018 Equipa Felinus