Anúncios | Artigos | Galeria |  Fórum   | Eventos | Utilizadores | Top | Raças | Diários | Quem?

Utilizador:
Password:
Memorizar-me


== ARTIGOS ==
Site Felinus
Lazer
Entrevistas
Clipping
BD
Newsletters
Encontros
Ajuda
Notícias
Sobre o Site
Informação
Raças
Conselhos
Legislação
Notícias
Campanhas
Crónicas
Histórias Felizes
Ficção
Humor
Opinião
Livros
Revistas
Filmes
Lojas
Veterinários
Alimentação




Artigos  » Informação » Conselhos

SOCORRO ! SOU ALERGICA AO MEU GATO !



As autoridades médicas de todos os países estão de acordo que viver com um animal de estimação traz muitos benefícios para a saúde, contribuindo para a diminuição da pressão arterial, dos níveis de colesterol, dos triglicéridos, e do sentimento de solidão. Depois de um dia stressante no trabalho e nos transportes, acariciar o pêlo macio de um gato e ouvir o seu ronronar de satisfação produz um relaxamento instantâneo e uma paz infinita.

Para as crianças, a convivência com um animal de estimação torna-os responsáveis e ensina-as a brincar, respeitando um outro ser sensível, que sente dor e prazer.

Como explicar então as elevadas taxas de abandono de gatos nos canis municipais de Portugal inteiro, às vezes com ordem de abate, e nos refúgios de associações, onde esses animais desesperam tanto com o brutal afastamento dos seus donos que muitas vezes se suicidam, recusando alimentar-se ?

A Laricha no dia em que foi abandonada na União Zoófila – veio a morrer 10 dias depois


A explicação está na pressa dos médicos em resolver o problema dos pacientes que os procuram com manifestações de alergias: espirros, comichão no nariz, olhos vermelhos, às vezes dificuldade em respirar, manifestações de podem ir de ligeiras até mais severas. O conselho que os médicos dão logo (e estou a falar com experiência própria) é: “Livre-se do seu gato !” É tão simples cortar o mal pela raiz !

Só que, na maioria das vezes, os lares estão cheios de alergéneos que provêm não só dos animais, mas também:

* do fumo dos cigarros – não basta arejar as divisões todos os dias; as partículas resultantes do fumo vão depositar-se nas paredes, no tecto e incrustrar-se nos estofos, cortinas, roupa, e até nos cabelos dos proprietários

* das colas industriais usadas nos móveis (as madeiras maciças pertencem ao passado)

* das tintas de pintar as paredes (por isso já há uma marca que vende tinta ecológica, muito mais cara que as tintas correntes)

* da lenha de lareiras, autêntica bomba de alergéneos

* dos próprios detergentes caseiros e perfumes ambientadores ou incensos

* sobretudo, dos ácaros do pó. O ácaro é um bichinho muito pequeno que vive na poeira acumulada dentro dos ambientes domésticos, invisível à visão normal, alimenta-se da descamação da pele humana e de animais, e restos de alimentos. Encontra-se em quantidades que podem chegar a 2000 por grama de poeira doméstica e reside em: almofadas, camas e colchões, estofos, carpetes, estantes de livros, cortinas, bonecos de peluche.

As pessoas podem livrar-se do seu gato ou de qualquer outro animal com pêlos ou penas que tenham dentro de casa (cães, aves, coelhos, hamsters, porquinhos da ìndia), mas continuarão a sofrer, se não mudarem as suas condições de vida e os médicos deviam ser os primeiros a informar os seus pacientes.

Onde estão os alergéneos espalhados pelos gatos

As alergias aos gatos baseiam-se em reacções a uma proteína felina, a Fel-D-1, presente nas escamas do pêlo e pele (caspa), saliva e urina. Estas minúsculas partículas espalham-se no ar e ficam presas nos estofos, carpetes e cortinas. O mesmo acontece com a saliva, quando seca. Por isso, reduzindo a exposição a estas partículas de pele, pêlo e saliva, podemos viver confortavelmente com o nosso animal de estimação.

Quer isto dizer que uma pessoa hipersensível não pode conviver com gatos ? De maneira nenhuma ! Felizmente, há muitas coisas ao alcance dos amantes de animais.

Medidas várias para reduzir as alergias

Crie uma divisão da casa livre de alergéneos – normalmente, o melhor é o quarto de dormir. Se não deixar o seu gato entrar no quarto (e muito menos dormir na sua cama), terá pelo menos 8 horas diárias num ambiente sem alergéneos. Use também capas de colchão e de almofadas anti-ácaros.

No resto da casa:

• Reduza os tecidos no seu interior – os alergéneos acumulam-se nos tapetes, cortinados e estofos. Combata-os substituindo os cortinados por estores, mais fáceis de limpar, e retire tapetes e carpetes.

• Não use vassouras, pois espalham a poeira fina, que ficará em suspensão e voltará a depositar-se em todo o lado.

• A limpeza diária deve ser feita com um aspirador (de preferência que tenha um filtro HEPA) e um pano humedecido com água, sem produtos “especiais”.

• Areje todas as divisões diariamente.

• Limpe a caixa de areão do gato frequentemente e prefira uma areia aglomerante, que espalha pouco pó, e sem perfume.

• Invista na sua saúde e de todos os seus: existe um purificador de ar AIRFREE, à venda nas lojas Worten, Jumbo, El Corte Inglés, em farmácias por encomenda, e em www.airfree.pt ou 800.200.767.


Certifique-se de que o seu gato também está limpo

Escove-o regularmente e limpe o pêlo 1 vez por semana (mais não, porque isso iria provocar mais caspa) com uma toalha embebida em água morna (pelo menos à temperatura da sua mão) e depois espremida.

Também pode passar no pêlo um produto, VETRIDERM, já vendido em muitas lojas de veterinários e on-line em www.tiendanimal.es

Medicamentos

Os adultos, mas também as crianças, podem recorrer a injecções de dessensibilização e já existem anti-histamínicos que não provocam sonolência, como os comprimidos AERIUS.

Finalmente, uma certeza: nenhuma alergia é eterna. O organismo acaba por habituar-se a todo o tipo de alergéneos...

Autoria: Elisabete Feitoria
Fonte:
Várias fontes, mas sobretuto o excelente site americano www.petplace.com



- atlantic (Elisabete Feitoria) [ Europe/Lisbon ] 2010/02/18 11:38

Versão para Impressão Enviar a um amigo

» montreal ( Isabel Oliveira) » [ Europe/Lisbon ] 2010/11/10 15:05
Esta é uma de muitas desculpas para abandonar os animais, as alergias, porque vao emigrar, etc. O mesmo seria dizer que abandonava uma crianca porque chora durante as noites ou porque tem que emigrar e nao tem espaco para a levar.

Temos que responsabilizar as pessoas que abandonam os animais, civil e criminalmente.
Nao basta dizer, temos que agir e para isso temos que mudar as nossas leis para porteger melhor os animais.

São histórias tristes que se repetem por todo o Pais e não fosse a muita gente por este Pais fora que se dedica com toda a alma, o sofrimento de muitos animais ainda seria pior. Animais abandonados, maus tratos e não existem leis capazes para acabar com este tipo de situações. Os nossos políticos tem sido incompetentes a todos os níveis e temos que ser nós a dizer BASTA BASTA BASTA!!!

Para que isto não aconteça, e os criminosos fiquem impunes, apelo a que assinem as 4 petições que estão on-line.

1. Petição Pela abolição das touradas e de todos os espectáculos com touros‏ http://peticaopublica.com/PeticaoVer.aspx?pi=010BASTA

2. Petição Alteração do estatuto jurídico dos animais no Código Civil http://peticaopublica.com/PeticaoVer.aspx?pi=P2010N2409

3. Petição Abolição das touradas na programação da RTP http://peticaopublica.com/PeticaoVer.aspx?pi=P2010N2877

4. Petição contra a utilização de animais em experimentação científica em Portugal‏‏‏‏‏ http://www.petitiononline.com/pob2010/petition.html

Isto é uma vergonha para Portugal.

Por favor assinem e divulguem e nos ajude a acabar com esta barbaridade.

Podemos fazer história e um passo em frente em termos civilizacionais em Portugal. Temos que acabar com estes actos vergonhosos de tortura a animais indefesos. Todos juntos vamos vencer a ter um Portugal com gente mais humana e sensível.

Obrigada

Isabel Oliveira

» mariatelessilva@hotmail.com ( maria jose teles silva) » [ Europe/Lisbon ] 2010/03/11 17:06
Adoro gatos e cães,tenho bronquite asmático,e tenho uma linda gata de 16 anos,nunca pensaria afastar me dela,pois estou sempre desejando de chegar a casa para poder desfrutar da sua companhia,porque é o que me liberta do stess do dia a dia.O gato não faz mal á saúde faz mas é bem,

» Liliana7 ( Liliana) » [ Europe/Lisbon ] 2010/03/06 08:34
Gostei imenso do artigo e vou recomendá-lo a muita gente.

Sou médica veterinária, quando me dizem que não podem ter o gato porque há alguém alérgico e o médico lhes disse que tinham que dar o gato respondo: Sou veterinária, asmática, tenho 5 gatos e supostamente faço alergia aos gatos. A minha mãe era extremamente alérgica, vivemos com 5 gatos dentro de casa há 14 anos.

É uma questão de dessensibilização e de se saber o que realmente nos despoleta a alergia.

No 2º ano do curso desenvolvi bronquite asmática e várias alergias, o médico disse-me que teria que pensar noutra profissão. Respondi-lhe que ía precisar de fazer testes de alergias para saber o que evitar, uma receita de anti-histamínico e se fizesse alergia ao pêlo de cão ou gato o meu organismo acabaria por se habituar.

A única coisa que noto é com os gatos persas, que acumulam mais caspa no pêlo, espirro 2 ou 3 vezes se estiver a mexer no pêlo, depois passa. Faço realmente alergia e por vezes preciso do inalador devido ao pólen, tabaco, ar condicionado, etc.... Nunca o usei por causa do pêlo dos gatos.

Várias pessoas me dizem que o gato está em casa há quase um ano, nunca houve problemas com alergias. Chega a Primavera, o filho fica com alergia, vão ao médico e dizem-lhes para dar o gato... Logicamente, a alergia é ao pólen, não é ao gato, nem fazem testes de alergias e decidem que o culpado é o gato.

O mesmo se passa com a toxoplasmose. Um gato que vive fechado num apartamento, sem comer carne crua, tem 0% de probabilidades de contraír e passar toxoplasmose a uma grávida, mas os médicos dizem logo que o gato tem que saír de casa... e até o cão... Quando o cão não passa toxoplasmose.

Por isso, tristemente, os maiores culpados do abandono dos animais no nosso país são os médicos. Deviam fazer-se acções de formação a esses senhores.

» moranguita ( Ana Raquel Alves) » [ Europe/Lisbon ] 2010/03/03 04:27
Eu sei que sou alérgica quase desde que nasci lol tongue.gif

Indo contra tudo e todos, resolvi adoptar um gato. Foi a melhor coisa que fiz! Eu uso esse tal produto, o vetriderm e ajuda bastante. Pelo menos o pelo do menino fica mais limpinho. É claro que ocasionalmente vai de anti-histaminico, e todos os dias tenho que sacudir as mantas cá de casa. Vêm aí agora a primeira primavera que vou passar com o menino, que é a altura das alergias... vamos ver como corre smile.gif

» plasticina ( Joana) » [ Europe/Lisbon ] 2010/02/23 01:12
É uma pena aumentarem as situações de abandono por falta de informação. Tanto eu como a minha mãe temos problemas de alergia que a certa altura aumentaram com o pêlo dos gatos. Mas o que mais me espantou foi a forma como o nosso corpo acabou por se habituar, e neste momento faço mais alergia ao fumo do tabaco ou da lareira do que propriamente aos pêlo dos minhaufas cá de casa. É tudo uma questão de se manter a casa minimamente limpa e livre de pêlos. Viva o aspirador!
Mais uma vez parabéns pelo artigo, vou reencaminhá-lo para o maior número de pessoas smile.gif

» atlantic ( Elisabete Feitoria) » [ Europe/Lisbon ] 2010/02/20 08:02
Obrigada pelas tuas indicações, Morlii ! Apesar de saber que se pode dessensibilizar, achei importante centrar-me sobre as medidas que estão ao alcance de toda a gente e não são caras, para mostrar que não a desculpa da "alergia ao gato" não tem razão de ser e que é mais isso mesmo - uma desculpa fornecida pelos médicos, mas muito conveniente para os donos - do que uma razão válida.
Infelizmente, a relação médico/paciente continua a assentar sobre a veneração do Médico Todo Poderoso que pouco ou nada explica e do paciente que receia ou não ousa fazer perguntas...

» Morlii ( Cris Morlii) » [ Europe/Lisbon ] 2010/02/20 05:05
Eli, parabéns, excelente artigo!
Quero apenas acrescentar que, mesmo para quem for MUITOOO alergico aos gatos, existe uma solução.
É um facto que o organismo habitua-se ao contacto prolongado com o alergeno, mas supondo que a pessoa contacta com vários gatos diferentes ou que tem uma reacção alergica violenta??
Ora bem, eu (porque se tudo correr bem) vou ser veterinária e porque sou tremendamente alérgica à proteína FEL D1, descobri num fórum de asma americano (http://forums.about.com/n/pfx/forum.aspx?webtag=ab-asthma) que:
- nem todos os gatos têm o gene que expressa a proteína FEL D1
- podemos nem ser alérgicos a essa proteína, e aí todos os conselhos do teu artigo são Importantíssimos e devem ser seguidos
- por fim, podemos encomendar uma terapia de desensibilização à proteína FEL D1 ->> é caro e só se faz por via particular, mas se insistirmos com um bom imunoalergologista (particular) ele manda o nosso sangue para um laboratório de referência nos EUA e eles fazem-nos um kit de vacinas totalmente à nossa medida - >> assim que tiver condições, vou começar a juntar dinheiro e vou fazer essa terapia, a minha alergologista já está a recolher informações junto de colegas americanos e sempre que eu tiver novidades deixo aqui.

(Um à parte: também existe uma alergia semelhante a uma proteína presente na pele - não no pêlo - dos cães; como também tenho crises com cães também estou a explorar a possibilidade de imunoterapia)

» atlantic ( Elisabete Feitoria) » [ Europe/Lisbon ] 2010/02/19 12:09
É isso mesmo que peço a todos: que o divulguem ao máximo, junto de amigos, conhecidos, familiares, colegas de trabalho, e também os vossos médicos.
Compreendo muito bem que uma mãe que leva o bebé ao médico por causa de dificuldades respiratórias, aceite o veredicto sem pestanejar - o médico é que sabe, não é verdade ? só que ele não teve o cuidado de a prevenir contra todas as outras fontes de alergéneos, muito mais importantes do que um gato.
Divulguem, Amigos, divulguem !

» aslpetrini@sapo.pt ( Maria de Lourdes Petrini) » [ Europe/Lisbon ] 2010/02/18 14:58
Excelente artigo, que deveria ser publicitado exaustivamente, para entrar bem na cabeça de toda a gente, principalmente dos médicos.
Parabéns pela pesquisa e compilação.
Felicidades.

» AnaBeatriz ( Ana Beatriz) » [ Europe/Lisbon ] 2010/02/18 12:01
Este artigo está excelente!
Eu também sou uma das "altamente" alérgica aos gatos e cães, mas sei por experiência própria que o organismo se vai habituando aos nossos animais e passado algum tempo estamos imunes biggrin.gif

» sbatista ( Susana Batista) » [ Europe/Lisbon ] 2010/02/18 11:52
Eu sou um dos casos em que me disseram "livre-se do gato... " por isso arranjei outro ! E vivo perfeitamente com eles mesmo com as complicações respiratórias que tenho! ( e tenho valores nas analises da alergia ao pelo do gato ... assustadores)
TERMOS DE USO | Regras de Utilização | Felinus e Cia. - © 2001 - 2018 Equipa Felinus